desde 1998                                  Informativo WMulher
::  Home
::  Beleza
::  Celebridades
::  Comportamento Social
::  Dieta & Boa Forma
::  Esotérico
::  Família
::  Lar Doce Lar
::  Moda
::  Mulheres em Destaque
::  Periscópio
::  Poesia & Companhia
::  Receitas
::  Relacionamento
::  Saúde
::  Sexo
::  Trabalho & Companhia
::  Viagem & Companhia
::  Boletim WMulher
 
Quem somos
Fale conosco
Anúncio

Mulheres em Destaque

Entrevista com:  Dra. Talita Romero Franco
Data: 21/06/2000

Por: Domitila Farina

"Ser mulher é um grande privilégio. Façamos por merecê-lo"

"Ser feliz... as pessoas que encaram a vida com maior leveza parecem, sempre, mais jovens do que as que se aborrecem com tudo"


"Toda profissional bem sucedia é uma pessoa exausta, porque tem que ser a superprofissional, a mãe extremada, a fêmea cheirosa e a esposa dedicadíssima, ao mesmo tempo e sempre" 
(frases de Dra. Talita Romero Franco)

 
E a entrevistada da semana é a Dra. Talita Romero Franco, indicada por seus colegas como a melhor cirurgiã plástica do Brasil. O seu depoimento emociona, comove e estimula. Formada pela UFRJ e com mais de 30 anos de carreira,  a Dra. Talita fala como um sentimento de

rejeição na infância a impulsionou em sua formação. A forte tradição médica da família também colaborou para isso. Sua avó, formada em 1900, foi a primeira médica nascida no Rio de Janeiro.
Na entrevista, a Dra. Talita, que mora e clinica no Rio de Janeiro, ainda oferece preciosas dicas de como evitar ou retardar a cirurgia estética.


Dra. Talita Romero Franco

1.Como foi a formação da melhor cirurgiã plástica do Brasil? A senhora é diplomada por qual faculdade?
Formei-me na Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, atual UFRJ. Era um lindo prédio, na Praia Vermelha, que foi criminosamente derrubado, sem que se soubesse exatamente porquê. Fiz cirurgia geral, que é pré-requisito para qualquer especialização cirúrgica, com meu pai, Volta Franco, que era Chefe de Serviço no Hospital do IASERJ. Minha família tem uma tradição médica muito forte, desde o século passado. Minha avó, Judith Adelaide Maurity Santos foi a primeira médica nascida no Rio de Janeiro, e formou-se em 1900. O pai e o irmão dela eram médicos e meu filho também é.

A especialização, em Cirurgia Plástica, foi feita no Serviço do Prof. Ivo Pitanguy, na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro.

2. Qual a sua especialidade ou tipo de cirurgias que mais realiza?
No consultório, faço mais cirurgia estética, enquanto a cirurgia reparadora é feita, sobretudo, no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, onde sou Chefe do Serviço de Cirurgia Plástica.

3. Quantos anos de carreira para chegar, como a senhora, ao ápice da profissão?
Mais de trinta.

4. Como e quando a senhora se deu conta de que desejava seguir cirurgia plástica?
A escolha da profissão talvez tenha vindo embutida num sentimento de rejeição que me acompanhou a vida inteira. Somos 3 filhas, e eu a mais moça. Ouvi, desde sempre, que fui a última esperança de meu pai, médico, ter um filho homem que seguisse seus passos. A suposta decepção, que ele próprio sempre negou, marcou-me profundamente e, graças a Deus, empurrou-me para a frente e para a mesma profissão.

Na realidade, ao entrar na Faculdade, pretendia fazer Psicanálise. Depois, comecei a auxiliar as cirurgias de meu pai e, como gosto de soluções rápidas, cheguei à conclusão que não teria muita paciência de aguardar anos pela melhora dos pacientes, como na Psicanálise, e que, através da cirurgia, poderia resolver alguns problemas de imediato. Mas escolhi a Cirurgia Plástica, que não deixa de ser a Psicanálise Cirúrgica, pois, melhorando a forma corporal, atua-se também, e sempre, sobre o psiquismo, trazendo felicidade aos pacientes.


continuação
Versão de impressão Envie para um amigo

  Diversos
  :: Entrevista: Rosiska Darcy de Oliveira
:: Entrevista de: Jennifer Weiner - A grande virada de uma mulher - escritora e jornalista
:: Entrevista com: Renata Falzoni
:: Rose Marie Muraro: Memórias de uma mulher impossível
   
  Mariana Sayad
  :: Entrevista com Letícia Wierzchowski - Escritora
:: Entrevista com Tânia Mara Matias de Carvalho - Repórter e escritora
:: Entrevista com Laura Finocchiaro - Cantora
:: Entrevista com: Dra. Evelin Goldenberg - Reumatologista
   
  Lyanne Kosaka
  :: Entrevista com:  Rosani Madeira
:: Os desafios da mulher no ambiente esportivo.
   
  Domitila Farina
  :: Entrevista com: Teresa Jucá - Prefeita de Boa Vista
:: Entrevista com: Teca Forjaz
:: Entrevista com:  Marguerita Fahrer
:: Marguerita Fahrer - Artista Plástica - Arte, Câmara, Ação !
   
  Marcela Melo
  :: Entrevista Dra. Graça Marques
:: Entrevista com Sandra Salem
:: Entrevista com o conjunto de chorinho feminino - " Flor Amorosa"
:: Ana Quezada - Terapeuta Corporal e Eutonista
   
  Paula Valéria
  :: Entrevista com Sonia Menna Barreto
:: Entrevista com:  Kendra Johnson
:: Entrevista com:  Daniela Bongiorni
:: Entrevista com:  Christiane Tricerri
   
  Bruna Rodrigues
  :: Entrevista Cidia Luize
   
  Regina S. Cunha Lima
  :: Entrevista com: Gloria Kalil
   
  Redação
  :: Entrevista com Dra. Bianca Alves Aduan
:: Entrevista com Adriana Pedras Beltrami
   
  Flavia de Queiroz Hesse
  :: Entrevista com Andrea Santa Maria Haimerl
:: Entrevista Fernanda Sá
:: Entrevista Eladyr Boaventura Raykil
:: Entrevista com Glaucia Megna
   
  Priscilla Aduan
  :: Entrevista com a Banda de Comadre
   
  Cecília Queiroz
  :: Entrevista: Brasilina Grant Marzano
   



"As opiniões aqui expressadas pelos colaboradores são de inteira
responsabilidade dos mesmos."
[ WMulher © 1997-2014. Todos os direitos reservados. ]