WMulher
Sexo
 
 

Masturbação: exercícios que ajudam no prazer
Data: 23/10/2007

Por: Eliane Alabe Padua

A masturbação leva a muitos e freqüentes orgasmos. Proporciona uma intimidade individual e uma intimidade muito maior entre o casal.  Leva ambos a desenvolverem autoconfiança,  segurança  e conhecimento do que dá prazer ou não numa relação sexual para cada um. Aprende-se mais sobre o prazer do outro e sobre o próprio prazer, e isso enriquece a desempenho sexual levando a um prazer muito maior.

 

A história

 

A  masturbação pode ser terapêutica para algumas mulheres que apresentam dificuldades na área sexual, principalmente com a falta de desejo e a falta de orgasmo.

 

Pode ser enriquecedora  no relacionamento sexual do casal  por apimentar ainda mais essa relação provocando e intensificando sensações de  excitação, maior intimidade, prazer e orgasmo.

 

Para as mulheres que ainda não sentiram o prazer pelo sexo e procuram  essa satisfação, apresento a prática da masturbação como a forma mais segura e confiável da mulher entregar-se ao prazer na sua intimidade, desenvolvendo sua capacidade de chegar ao orgasmo.

 

O que é a masturbação e porque tem esse poder terapêutico?

 

Esta deve ser a questão presente na cabeça de muitas mulheres ao lerem esta matéria. Por séculos falar e praticar a masturbação foi tabu em muitas sociedades e particularmente na educação das mulheres  que eram reprimidas e excluídas de todas as formas de prazer.

 

Há muito tempo, com a repressão do prazer, a mulher deixou de ser  dona de seu próprio corpo e de suas necessidades. Não tomava conhecimento de suas sensações e sentimentos em relação ao sexo ou ao prazer e as informações  lhe chegavam  de  forma errônea, em forma de mitos e preconceitos, com forte carga de permissão ou repressão.

 

Assim, a prática da masturbação sempre foi considerada um "pecado mortal"   para os religiosos e uma atitude antimoralista  que, se descoberta pela família, causava vergonha, culpa e medo, conflitos conjugais e conseqüentemente traumas irreparáveis. 

 

Dessa repressão surgiu a  dificuldade de muitas mulheres de  se apossarem de seu próprio corpo e de experimentarem o prazer da masturbação por constrangimento, desaprovação e culpa. Sendo difícil ainda nos dias de hoje para algumas mulheres superarem  os sentimentos que a masturbação traz e aceitá-la uma vez que foi reprimida por tanto tempo.

Masturbação é uma expressão  natural da sexualidade, faz parte da natureza do homem e da mulher e é completamente saudável masturba-se ou masturbar seu companheiro(a) durante uma relação sexual.

 

Uma oportunidade tanto do homem quanto da mulher de apropriar-se de seu próprio corpo e  da possibilidade de descobri-lo e se dar prazer por autoestimulação. Muitos homens e mulheres experimentaram seu primeiro orgasmo através da masturbação e para outros é a única forma de atingir o prazer.

 

Existem vários exercícios que podem ajudá-la(o)  a desenvolver a masturbação, mas o primeiro passo será apoderar-se de seu próprio corpo e seguir as indicações abaixo:

 

Seu corpo que lhe dá prazer

·         Envolver-se com o seu próprio corpo para lhe dar prazer significa  tocar-se e acariciar-se. 

·         É o primeiro passo para  desbloquear-se dos preconceitos e sentimentos de culpa em relação à masturbação.

·         Masturbar-se é acreditar que seu corpo lhe pertence e merece sentir prazer através do toque, da autoestimulação.

·         Preparar-se para poder  compartilhar desse prazer  descoberto na sua intimidade com o outro, com seu parceiro (a) e sentir prazer com o toque dele (a) também.

·         Sentimentos de vergonha e constrangimento são naturais para algumas mulheres que se masturbam pela primeira vez  devido ao preconceito.

·         Quando desenvolver a capacidade de masturbar aprenderá a olhar para seu corpo de  forma mais aberta e espontânea.

·         Se a dificuldade for muito grande em tocar-se, uma psicoterapia poderá ajudá-la a enfrentar os tabus.

 

Como conhecer o próprio Corpo

Como conhecer o próprio Corpo

·         Preparando um momento bem particular e cuidadosamente preparado para você mesma, gastando o tempo que necessitar quando estiver sozinha no aconchego de seu quarto ou na hora de seu banho no chuveiro ou numa banheira para conhecer-se. Prepare o ambiente com luzes, velas, som, cremes, óleos de massagem ou sabonetes de sua preferência.

·         Conhecer o corpo anatomicamente, olhando todas as partes que o compõem, inclusive os seios e sua genitália. Se quiser, use um espelho, para conhecer-se melhor.

·         Nessa viagem, as partes de seu genital: o monte de vênus,o clitóris, os grandes lábios, os pequenos lábios, a uretra, a abertura vaginal e o ânus devem ser cuidadosamente examinados e tocados.

·         Você descobrirá partes que jamais teve o interesse e a curiosidade de olhar e tocar, partes essas que são as responsáveis pelas sensações de prazer até então, desprezadas e rejeitadas por você.

·         Faz parte do exercício conhecer cada detalhe de si mesma, mesmo sendo detalhes que gosta e faz questão de mostrar e admirar como aqueles que não gosta e faz questão de esconder.

 

Como descobrir o prazer?

Como descobrir o prazer?

 

·         Conhecer o corpo através da auto-estimulação, aprendendo a  tocar cada parte do seu corpo e cada parte que compõe o seu genital.

·         Apreciar as sensações que o toque traz, primeiro no corpo como um todo e depois nas partes genitais.

·         Observar onde ocorrem as sensações agradáveis e as desagradáveis, observar os seus sentimentos em relação a essas sensações.

·         Verificar se as sensações agradáveis descarregam as tensões, relaxam, dão conforto e  prazer, para saber comunicá-las ao (a) parceiro (a) para enriquecer mais a relação sexual.

·         Aprender a identificar áreas de prazer no seu corpo, a dar prazer a si mesma nestas áreas agora que está na sua intimidade.

·         Posteriormente, aprenda a comunicar  a seu parceiro (a) onde gosta de ser tocada e acariciada e a direcionar o seu prazer em beneficio próprio. Um corpo que se acostuma a receber prazer através da autoestimulação se acostumará a chegar ao prazer pelo orgasmo mais facilmente.

·         Permita-se sentir prazer corporal, genital e sexual.